Dia mundial do fascínio pelas plantas

No dia 18 de maio comemoramos o ‘Dia de fascínio pelas plantas’, um evento mundial em que expressamos porque gostamos de plantas! 

Nós do HUFABC iremos contar do nosso fascínio pelas plantas com uma amostra de vídeos feitos pelos nossos colaboradores e pesquisadores associados. Mas vamos começar por nós, o HUFABC, e vamos aproveitar esse dia para falar do nosso fascínio por uma planta especial que escolhemos como nosso nome: a Sinningia.

Apresentação do Herbário

O Herbário Sinningia, da Universidade Federal do ABC (HUFABC), foi fundado em 2014, sendo o primeiro Herbário da região do ABC Paulista. O acervo da coleção conta com aproximadamente 2.500 exsicatas proveniente de diferentes regiões do Brasil e do exterior, sendo que a coleção está em constante informatização e disponível onLine integralmente. Você pode conhecer a nossa coleção online acessando aqui.

Porque escolhemos Sinningia para nosso nome?

O Herbário Sinningia foi fundado em 2014 pela Prof. Dra. Andrea Onofre Araújo (atualmente docente da UFSCar), especialista em Gesneriaceae. Logo em 2015 o HUFABC ganhou seu primeiro holótipo: a espécie Sinningia minima A.O.Araujo & Chautems. Assim, o nosso nome presta homenagem à nossa história, por ser nosso primeiro tipo, e à nossa fundadora! A descrição dessa espécie foi uma grande surpresa, pois essa população em Carajás já era conhecida a muito tempo e essa espécie já havia sido classificada em duas famílias e três gêneros diferentes, antes de ser reconhecida como Sinningia minima A.O.Araujo & Chautems. O epíteto da espécie faz referência ao tamanho diminuto da espécie: apenas 2,5cm de altura, sendo a menor espécie do gênero! 

Fotos de Andrea Onofre 

Como todos os Herbários (e muita gente), somos fascinados por plantas até de baixo d’água! 

E isso se reflete no nosso grupo de especialistas em algas marinhas! Mas, algas são plantas? Veja o vídeo com a Prof. Priscila Jesus e os alunos Jéssica e Isaac para descobrir um pouco mais desse grupo!

Mas as plantas fascinam não só nós, humanos… outros animais ficam hipnotizados por elas! Por exemplo, os polinizadores.  

A polinização é um importante serviço ecossistêmico provido pelos animais que transportam grãos de pólen de uma flor à outra, fazendo com que ocorra a fecundação possibilitando que, por fim, tenhamos as sementes e os frutos que tanto apreciamos na nossa alimentação! A polinização é um mundo fascinante e vejam que curioso… a remoção do pólen pode ocorrer por vibração! Isto ocorre quando as abelhas vibram as anteras para remover os grãos de pólen! Veja esse vídeo preparados pelas doutorandas Tamiris e Luana e veja como as flores podem fascinar as abelhas que vibram para coletar os grãos de pólen!

Flores, Arte e Ciência!

Se as plantas são lindas inteiras, desmembradas nas suas partes elas seguem maravilhosas! A construção de imagens mostrando as partes das plantas tem conquistado muitas pessoas e hoje constituem um item de decoração comum nas residências. Mas essas imagens também são importantes nos estudos das estruturas vegetais e obrigatórias na descrição de novas espécies (como foi o caso da nossa Sinningia minima!). A função de descrever os detalhes importantes em botânica integram arte e ciência, como podemos ver neste último vídeo gravado pelo biólogo Danilo Zavatin que tem construído pranchas incríveis para vários pesquisadores, auxiliando na descrição das espécies, mas sem deixar de ser uma obra de arte (instagram @danilozavatin)!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.